A propósito da comemoração a 23 de abril do “Dia Nacional do Deficiente Auditivo” e atenta a imperativa necessidade de contribuir para uma sociedade mais inclusiva e amenizar as situações de discriminação a que também as pessoas portadoras de deficiência auditiva ainda se encontram infelizmente votadas, foi nessa data apresentada, em sede de Reunião Camarária, pelos Vereadores da Coligação “Juntos Pelos Sintrenses”, uma Proposta de envio de Recomendação dirigida à Assembleia da República, ao 1º Ministro, ao Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social e à Secretária de Estado da Inclusão, para que situações várias que se encontravam ainda por resolver, conhecessem eficaz e eficiente concretização, nomeadamente, a ativação urgente da aplicação móvel para o pedido de ajuda através de SMS ou videochamada, preconizando-se ainda uma forte campanha de divulgação da mesma através de SMS a difundir pelas diferentes operadoras telefónicas.

De facto à data da mesma, acessos tão básicos como contactar o 112, continuavam por resolver, mesmo se passavam já dois meses e meio que fora invocada pelos responsáveis governamentais a finalização dos trabalhos que permitiam recorrer a uma aplicação móvel para o pedido de ajuda através de SMS ou videochamada, a qual por sua vez já se vira anunciada há dois anos atrás.

Foram precisos, afinal, mais que uns dias, que se somaram a muitos outros, até à sua efetiva conclusão, tendo sido hoje divulgada essa funcionalidade, naquilo que constitui uma boa notícia.

Lá diz o ditado que mais vale tarde que nunca, mas este foi um tarde que tardou.

Mais um exemplo tristemente revelador duma distorção face ao exigível e ao tanto por que se pugna em matéria de inclusão.